Entrevista a Sandra Shine

Tens facilidade em encontrar modelos para pousar e serem actrizes porno para o teu site?
-Sim, eu tenho a minha própria agência de modelos o que torna as coisas bastante mais fáceis! É o http://www.SandrasModels.com
É fácil seres agente?
– Bom, depende no que se considera fácil. Às vezes é difícil trabalhar com as modelos porque ora chegam tarde, ora nem chegam a aparecer, e então tenho que re-organizar tudo em 2 minutos, mas prefiro trabalhar com poucas e boas modelos do que trabalhar com 200 que não são de confiança.
Qual foi a cena mais arrojada que já fizeste?
– Não tenho a certeza do que queres dizer, mas suponho que a cena mais “engraçada”? Eu gosto de fazer todo o tipo de coisas e cenas que tenham haver com uniformes, principalmente quando temos que ser um pouco mais brincalhonas, como por exemplo eu ser a “Mãe Natal” malandra, ou até um “Coelhinho da Páscoa”. J Este tipo de coisas.
Também já enfiei a minha mão inteira, por mim acima, para um filme que fiz para o meu site. Nunca pensei que o conseguiria fazer, mas consegui e amei fazê-lo! Vim-me umas 3 vezes. 😉
O que é que nunca farias num filme porno?
– Eu não contraceno com homens. Apenas fiz uma “cena nos pés” a um actor, recentemente, apenas e só para surpreender os meus fãs. Alguns ficaram felizes com isso e outros nem por isso. Eu tenho fetiche por pés, por isso adorei fazê-lo!
10 anos a trabalhar como actriz é fantástico. Tens tido um percurso fácil?
– Oh sim, e agora são 12 anos já! J Eu adoro o que tenho vindo a fazer, e não o faria me sentisse de outra forma. Sinto-me afortunada pois viajo pelo mundo fora e contraceno com as melhores borrachos que existem na área. Portanto considero-me feliz por ser o que sou.
Teres filmes com o teu pseudónimo é gratificante para ti?
– Sim, eu criei esse nome logo no início e adoro-o desde então. Acho que reflecte imenso quem EU sou. Sou bastante positiva, e sempre a brilhar (shinning).
O que é que gostas mais de fazer nos filmes?
– Eu adoro beijar e lamber ratas. É um prazer e uma excitação enorme para mim.
Quando e como é que começas-te? Também eras modelo? Iniciaste como actriz por curiosidade?
– Eu estive no mundo da moda durante 3 anos antes de ter começado a “tirar as roupas”. Isso aconteceu mal eu fiz 18. Nessa altura tinha começado a tirar fotos há dois anos, por isso comecei devagarinho. Penso que é por isso que por ainda cá ando. 
Alguma vez te arrependes-te de teres escolhido a profissão de modelo e actriz pornográfico?
– Não, tanto a minha família e amigos estão tranquilos quanto ao que eu faço, por isso nunca tive vergonha de nada. Nunca fiz nada de desagradável nem pesaroso.
Tens alguma ideia de quantos filmes já participaste?
– Honestamente? Não. Devem de andar pelas centenas! 😉
Que projectos tens para o presente e futuro?
– Eu desejo continuar a fazer o que faço hoje, que continue a divertir-me e a mostrar algo novo. Eu desejo desfrutar da vida em geral.
Quando deixares de ser actriz o que pretendes fazer?
– Eu tenho alguns mundinhos a serem construídos no ramo erótico e também estou a gerir 5 sites, sem contar com a minha agência. Para além disso, eu e a minha equipa estamos a fazer filmagens a pedido de outras grandes companhias, portanto eu acredito que me vou manter neste campo. Eu também quero aprender fotografia e desejo capturar cenas a partir do meu ponto de vista. Eu julgo que serei uma boa fotógrafa.
Gostas de participar nos filmes do Viv Thomas?
– Oh sim, ele é a “marca” do género de filmes que eu, pessoalmente, adoro. Junta-se duas ou mais belas raparigas, e deixem-nas divertirem-se. Eu adoro o estilo dele portanto adoro estar por lá.
Como é que explicas a relação que o Viv tem com as suas actrizes? É como se fosse quase que um “casamento”, visto que fazem imensos trabalhos com ele e são como que uma família?
– É verdade, nós somos como uma pequena família. Penso que é por sermos tão bem tratadas e acarinhadas. Ele também escolhe as raparigas minuciosamente, que não são apenas bonitas mas que são também divertidas para trabalhar. E ficámos todas amigas, depois, especialmente quando passamos uma semana na casa dele em Portugal, acabámos por ficar ainda mais chegadas, portanto estamos sempre em contacto.
Penso que te estás a referir à Sandy, à Sophie, à Eve Angel, à Jo, à Vera, a mim… Nós ainda somos amigas, mesmo após tantos anos.
Qual é a importância dele no teu percurso e no teu trabalho?
– Quando eu comecei neste trabalho, ele foi um dos primeiros fotógrafos com quem eu trabalhei e demo-nos bem logo desde início. Fomos sempre grandes amigos e aprendi com ele nos meus primeiros anos. Hoje em dia, trabalhamos juntos e continuamos amigos. Acho isto tudo fantástico!
Quando eras adolescente imaginavas que virias a ser modelo e actriz pornográfica?
– Eu sempre quis ser modelo (a minha tia foi uma modelo famosissíma na Húngria) e eu eventualmente consegui sê-lo. 😉 Mas, sinceramente, eu não gostava do mundo da moda. Era tão falso e aborrecido.
Foi fácil adaptares-te a este meio?
– Sim. Eu julgo que fui um pouco tímida nos primeiros 30 minutos, enquanto filmava a minha primeira cena e sempre que corria nua no cenário. Eu julgo que no ramo erótico encontramos gente muito mais divertida.
Foi fácil entrares no meio, receberes convites e participar em audições para entrar nos filmes?
– Sim nunca tive problemas com isso. Eu sou uma sortuda pois o meu nome acabou por se tornar numa marca pouco tempo depois, por isso nunca mais tive problemas em entrar em audições. Eles apenas diziam “Sandra Shine? Ah está bem, não precisas de aparecer, nós ficamos contigo.”
Gostas de te ver nos DVDs e de ver o teu trabalho?
– Sinceramente eu não me costumo ver e tenho imensas cenas de bastidores no meu computador. Eu vejo-me bastante no grande ecrã, portanto quando quero desfrutar de um DVD normalmente procuro outras pessoas. Mas sim, estou orgulhosa da minha prestação e das minhas cenas pois são bastante reais.
Agrada-te mais participares em cenas heterossexuais ou em cenas lésbicas?
– Eu só faço cenas lésbicas.
E quais é que te dão mais prazer sexual?
– Ah fazer cenas lésbicas é tão divertido! Eu adoro fazê-las e vê-las, depois, também.
Gostas de ver porno em casa? Ou já estás farta de fazer e ver o que fazes que chegas a casa e não queres nada disso?!
– Eu não costumo ver muito, mas há certas e raras alturas em que eu tento ver como se se tratasse de uma pessoa normal e não como uma profissional. Mas normalmente descubro até os mais pequenos erros.
Quando é que começaste a ver porno? Gostavas do que vias? E hoje em dia agrada-te a maioria do porno que existe?
– Não me consigo recordar ao certo… Eu nunca fui grande fã de (ver) pornografia. Eu comecei cedo neste campo, portanto quando me começou a surgir o interesse de ver, já estava a praticar. J
Com quem é que gostas mais de contracenar?
– Eu julgo que contraceno com as melhores e mais quentes miúdas que existem. Porém, eu nunca “comi” as grandes actrizes da pornografia americana, como Tera Patrick ou a Jenna James.
Há alguma actriz com quem já trabalhas-te e que gostasses de trabalhar de novo?  E actor?
– Com todas as belas modelos, com quem antes contracenei e me diverti imenso. Gostaria de trabalhar novamente com elas, claro.
Tiveste alguma influência quando entras-te no porno? E hoje tens alguma influência?
– Nem por isso. Eu apenas me descobri a mim mesma e continuo a ser quem sempre fui.
És influência para algum actor ou actriz?
– Não.
Tiveste algum apoio quando começas-te?
– Tive agentes que me ajudaram a ter trabalho, como toda a gente tem, mas para além disso não existe grande apoio ou todo o apoio que necessitas. Se és bonita e de confiança, se trabalhas bem e tens um pouco de cérebro, faz toda a diferença
É fácil sair do armário e contar aos pais e amigos que se trabalha na pornografia?
– Não, não foi nada fácil contar à minha mãe. Eu deixei uma revista de fora e de maneira a que ela a encontrasse e soubesse por ela. Depois tivemos uma conversa rápida acerca disso e ela não estava, óbviamente, nada feliz com esta notícia. Porém, 3 dias depois, ela veio ter comigo, pediu-me desculpa e disse que se eu sabia o que estava a fazer e a juntar dinheiro, por ela estava tudo bem. Hoje em dia ela está muito orgulhosa do que eu tenho vindo a fazer, onde cheguei e construí por mim mesma.
O que é que te provoca e excita?
– Eu não tenho nenhum fetiche que seja considerado estranho. Eu apenas gosto de sexo simples mas apaixonante, em geral. Adoro praticar sexo oral ao meu parceiro e também gosto de fazer rapidinhas em sítios diferentes e invulgares.
Tiveste alguma mulher ou homem que te tenha surpreendido na cama nas rodagens – no sentido em que olhas-te para eles e não te transmitiam a garantia que fosse uma boa foda, mas depois na hora H fizeram maravilhas?
– Hmm nem por isso.
Tens alguma história divertida ou caricata que queiras contar?
– Nós estamos sempre a brincar no estúdio, somos brincalhonas e patetas, portanto há imensas histórias.
Em que locais é que já foste filmada e qual é que gostas-te mais?
– Eu amei filmar nas Caraíbas. Adoro o sol e o mar.
Pensas ser actriz até que idade?
– Eu não planeio dessa forma. Quando julgar que já chega, provavelmente páro.
Obrigado pelo teu tempo, e disponibilidade, e força, votos de continuação de bom trabalho.
– Obrigada eu pela fantástica entrevista! Adorei responder a elas! Se desejas saber e visualizar mais sobre o meu trabalho, sente-te à vontade de visitares o meu site oficial: http://www.SandraShineLive.com
Beijos
Entrevista por Pedro Marques
Tradução e correcção Sílvia Dias.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s